22 de julho, 2024

‘Me imaginei correndo e pulando de um prédio’: Luisa Sonza relata paranóia, dependência de drogas e úlceras

Foto: Divulgação/Netflix

“Doce 22” é a obra de maior prestígio de Luisa Sonza até hoje, e também a que mais elogios da crítica e do público, conquistando seu primeiro lugar na chamada parada de sucessos. No momento em que o álbum se concretizou, produzindo shows lotados, com prêmios e tudo, a artista caiu.

Isso por causa do ódio que se espalhou contra ela durante a separação de Winderson Nunes e durante o relacionamento com Vitão. Como resultado de tanto ódio e depressão recorrente, Sonza, então com 22 anos, tornou-se dependente de medicamentos prescritos. Devo deixá-la dormir ou mantê-la dormindo?

Disse Luisa:

“Eu não queria dormir, misturava com bebida, ficava ligada. Eu tinha medo de dormir porque vinha muitas alucinações. Aí depois eu ficava tão cansada que tomava outros para apagar. Eu não falava disso para ninguém porque eu achava que estava ficando louca”

Sonza frequentemente tinha alucinações que se transformavam em paranóia. “Um dia eu estava recebendo uma massagem e estava deitado na maca e comecei a pensar que essa pessoa ia me matar. Ele ia pegar uma faca e me apunhalar pelas costas.

Compartilhe

Virginia Fonseca falou tudo!
Virginia Fonseca e Zé Felipe "Sabadaram" e contaram muita coisa
Tati Dias e Lauana Prado
Tati Dias e Lauana Prado: uma declaração de amor que parou a WEB
Homem ameaçava Taylor Swift
Maluco pela Taylor Swift é preso na Alemanha!
Mc Daniel faz homenagem ao seu pet
Mc Daniel, em luto por seu pet, precisa rebater críticas!
Por que o pequeno empresário não deveria temer a concorrência de grandes empresas?
"Tô Grávida! O Que A Gente Faz Agora?", novo livro da Viih Tube
Viih Tube e a capa polêmica do seu livro