14 de junho, 2024

Diamante Negro: O Primeiro Case de Marketing Esportivo

Por Francisco Tramujas

No mundo do futebol, algumas parcerias transcendem o campo e se tornam marcos na história do esporte e do marketing. Uma dessas parcerias icônicas foi entre o ex-jogador de futebol Leônidas da Silva, conhecido como “Diamante Negro” ou “Homem Borracha”, e a renomada fábrica de chocolates Lacta.

Esta colaboração não apenas marcou o início do marketing esportivo no Brasil, mas também se tornou um exemplo duradouro de como a união entre esporte e marcas pode ser benéfica para ambas as partes.

 

Leônidas da Silva, um dos maiores jogadores brasileiros de todos os tempos, ganhou fama internacional durante a década de 1930, especialmente na Copa do Mundo de 1938, onde se destacou como artilheiro. Sua habilidade excepcional dentro de campo e sua personalidade cativante fez do ex-craque do Flamengo, São Paulo e Seleção Brasileira um ícone do esporte.

 

Enquanto isso, a Lacta, uma das principais fabricantes de chocolates do Brasil, buscava uma maneira inovadora de promover seus produtos e se conectar emocionalmente com o público. Foi então que surgiu a ideia de uma parceria com Leônidas, um símbolo do sucesso e da popularidade.

 

A colaboração entre Leônidas da Silva e a Lacta começou em 1937, quando a empresa lançou o famoso chocolate “Diamante Negro” em homenagem ao jogador. O apelido de Leônidas, “Diamante Negro”, não apenas refletia sua ascendência afro-brasileira, mas também destacava sua habilidade brilhante no futebol, que era tão rara e valiosa quanto um diamante.

 

A estratégia de marketing por trás dessa parceria foi inovadora para a época. A Lacta não apenas associou seu produto a um ícone esportivo, mas também utilizou a popularidade de Leônidas para promover o chocolate de uma forma autêntica e envolvente. Com isso, o “Diamante Negro” não era apenas um chocolate; era uma celebração do talento e da paixão pelo esporte.

 

O sucesso da parceria entre Leônidas e a Lacta foi imediato. O chocolate “Diamante Negro” se tornou um sucesso de vendas, enquanto Leônidas viu sua popularidade crescer ainda mais entre os fãs de futebol e consumidores em geral. A combinação de qualidade do produto, associação com uma figura admirada e uma estratégia de marketing eficaz estabeleceu um novo padrão para a indústria.

 

Além de impulsionar as vendas de chocolates, a parceria entre Leônidas e a Lacta abriu caminho para o que hoje conhecemos como marketing esportivo. Ao mostrar o poder de associar uma marca a uma personalidade do esporte, essa colaboração inspirou outras empresas a explorarem oportunidades semelhantes de promoção.

 

Em última análise, a história de Leônidas da Silva e a Lacta representa mais do que uma simples colaboração entre um jogador de futebol e uma empresa de chocolates. É um testemunho da influência do esporte na cultura e na sociedade, e como marcas inteligentes podem aproveitar essa influência para alcançar o sucesso. E, acima de tudo, é um lembrete atemporal de como uma parceria autêntica e genuína pode se transformar em um legado duradouro.

 

#LeônidasDaSilva #Lacta #MarketingEsportivo #DiamanteNegro #HistóriaDoFutebol #Brasil

Sobre o colunista

Francisco Tramujas

Especialista em Planejamento estratégico com foco nas seis áreas da Gestão (Estratégia, Financeiro, Pessoas, Comercial e Marketing, Processos e Projetos).

Compartilhe

outros conteúdos

5 sinais para entender o Ponto de Esgotamento dos Canais para Manter o Giro do Estoque e o Ciclo de Recompra?
“Essa reunião poderia ter sido um e-mail?” 5 pontos que podem justificar uma reunião
Entendendo a Hierarquia Corporativa: Presidente do Conselho vs. Presidente Executivo
Você dirige o seu carro sem que os instrumentos do painel estejam funcionando?
Golden Ball: sua empresa pode estar jogando fora bons clientes
76% dos projetos falham por ineficiência na comunicação, aprenda 7 Pontos Vitais para não falhar!