16 de junho, 2024

GERENTITE: Quais os 10 sintomas claros para a falta de gestão

Por Francisco Tramujas

Quando meu talentoso amigo Brasílio Andrade Neto concebeu uma mala direta para a VendaMais há quase duas décadas, o impacto foi instantâneo. Sua habilidade em capturar e compreender os sintomas claros de uma equipe sem gestão comercial foi excepcional.

O texto de Brasílio não apenas ressoou com o público, mas também se destacou como um diagnóstico em forma de checklist. Inúmeros gestores se beneficiaram dessa peça, utilizando-a como uma fonte para se atualizarem e identificarem possíveis áreas de melhoria.

O sucesso do texto foi além de uma simples comunicação eficaz; ele se tornou uma ferramenta valiosa para os líderes, fornecendo insights perspicazes e estratégias práticas para elevar o desempenho de suas equipes comerciais. Uma verdadeira obra-prima que continua a inspirar e guiar os profissionais do setor.

Claro, não ouso trazer a mesma peça do Brasílio aqui, mas inspirado no texto dele criei uma descrição dos sintomas que percebo em um time comercial que sofre para atingir os objetivos devido à falta de um excelente gestor comercial:

 

  1. Falta de direcionamento e metas claras – Quando os membros da equipe não têm uma compreensão clara do que se espera deles ou dos objetivos de vendas da empresa. Eles podem se sentir perdidos ou desorientados sobre para onde direcionar seus esforços.Exemplo: Em uma empresa de tecnologia, os vendedores foram informados de que precisam aumentar as vendas, mas não receberam orientações específicas sobre os produtos prioritários ou os segmentos de mercado mais promissores.
  2. Desorganização nas atividades e prioridades – A falta de um gestor eficaz leva a uma falta de organização na equipe. As prioridades não são definidas claramente, levando a uma distribuição ineficiente de esforços e recursos.Exemplo: Em uma agência de publicidade, os membros da equipe comercial recebem solicitações de clientes de última hora sem orientação sobre quais projetos devem priorizar, resultando em atrasos e insatisfação do cliente.
  3. Baixa motivação e engajamento da equipe – Sem um líder inspirador para motivar e apoiar a equipe, o moral pode diminuir. Os membros da equipe podem se sentir desmotivados e desinteressados ​​em seu trabalho.Exemplo: Em uma loja de varejo, os funcionários de vendas sentem-se desanimados porque seu gerente nunca reconhece ou elogia seu desempenho, levando a uma diminuição da iniciativa e do entusiasmo no atendimento ao cliente.
  4. Comunicação deficiente ou inexistente – A falta de um gestor eficaz muitas vezes resulta em lacunas na comunicação. Os membros da equipe podem se sentir isolados e não estar cientes das informações importantes ou das mudanças nas estratégias.Exemplo: Em uma empresa de consultoria, os consultores de vendas não são informados sobre as atualizações nos serviços oferecidos, resultando em informações desatualizadas fornecidas aos clientes e perda de oportunidades de venda.
  5. Falta de acompanhamento e feedback – Sem um gestor para fornecer orientação e feedback, os membros da equipe podem não saber se estão no caminho certo ou onde precisam melhorar.Exemplo: Em uma empresa de software, os desenvolvedores de vendas não recebem feedback sobre seu desempenho nas demonstrações de produtos, o que dificulta a identificação e a correção de áreas de fraqueza.
  6. Desalinhamento entre os membros da equipe – Sem um líder para promover a coesão e o alinhamento, os membros da equipe podem seguir em direções diferentes, prejudicando a colaboração e a eficácia geral.Exemplo: Em uma imobiliária, os agentes de vendas trabalham de forma independente, competindo entre si em vez de colaborar para atingir as metas de vendas da empresa.
  7. Dificuldade em lidar com conflitos e resolver problemas – Sem um gestor para mediar conflitos e fornecer soluções, os problemas podem se agravar e afetar o desempenho da equipe.Exemplo: Em uma empresa de serviços financeiros, uma disputa entre dois representantes de vendas sobre a divisão de comissões não é resolvida, resultando em ressentimento e uma atmosfera de trabalho negativa que prejudica a colaboração.
  8. Falta de desenvolvimento profissional e treinamento – Sem um líder para orientar o desenvolvimento profissional, os membros da equipe podem estagnar em suas habilidades e conhecimentos.Exemplo: Em uma agência de recrutamento, os recrutadores não recebem treinamento contínuo sobre as últimas tendências do mercado de trabalho, resultando em dificuldades para identificar e atrair candidatos qualificados.
  9. Queda na produtividade e nos resultados – A falta de liderança pode levar a uma diminuição da produtividade e, consequentemente, a resultados insatisfatórios.Exemplo: Em uma concessionária de automóveis, a falta de supervisão resulta em uma equipe de vendas que não segue um processo eficaz de vendas, resultando em vendas abaixo das metas mensais.
  10. Aumento da rotatividade de funcionários – Sem um gestor eficaz para apoiar e desenvolver a equipe, os funcionários podem sentir-se desvalorizados e procurar oportunidades em outro lugar.Exemplo: Em uma empresa de tecnologia, os talentosos desenvolvedores de vendas continuamente deixam a empresa devido à falta de reconhecimento e oportunidades de crescimento oferecidas pelo gerente de vendas ineficaz.

No mundo dinâmico dos negócios, a gestão eficaz é a chave para o sucesso duradouro de uma equipe comercial. À medida que exploramos os sintomas claros da falta de um gestor competente, torna-se evidente que a liderança forte é fundamental para superar desafios e alcançar resultados excepcionais.

 

Através do reconhecimento e compreensão desses sintomas, os líderes podem identificar áreas de melhoria e implementar estratégias eficazes para fortalecer suas equipes. É essencial cultivar um ambiente onde a comunicação seja clara, as metas sejam definidas e a motivação seja alimentada.

 

Portanto, que este artigo sirva não apenas como um guia para reconhecer os sinais de uma gestão deficiente, mas também como um chamado à ação para investir no desenvolvimento contínuo de líderes que capacitam suas equipes a alcançar todo o seu potencial. Lembre-se, uma equipe bem liderada não apenas atinge seus objetivos, mas também inspira um crescimento sustentável e duradouro.

Sobre o colunista

Francisco Tramujas

Especialista em Planejamento estratégico com foco nas seis áreas da Gestão (Estratégia, Financeiro, Pessoas, Comercial e Marketing, Processos e Projetos).

Compartilhe

outros conteúdos

5 sinais para entender o Ponto de Esgotamento dos Canais para Manter o Giro do Estoque e o Ciclo de Recompra?
“Essa reunião poderia ter sido um e-mail?” 5 pontos que podem justificar uma reunião
Diamante Negro: O Primeiro Case de Marketing Esportivo
Entendendo a Hierarquia Corporativa: Presidente do Conselho vs. Presidente Executivo
Você dirige o seu carro sem que os instrumentos do painel estejam funcionando?
Golden Ball: sua empresa pode estar jogando fora bons clientes