21 de junho, 2024

E se você for demitido hoje?

Sabemos que o mundo dos negócios é cíclico. Hoje você é convidado a mudar de cidade, estado e até mesmo de país, amanhã é convidado a se retirar da empresa.

”Sua posição não está mais disponível”, dizia a icônica frase do filme “Amor Sem Escalas”.

E aí? Qual será o seu amanhã?

Li recentemente que a atriz Juliana Paes, super bem sucedida, se sentiu “perdida” após o encerramento do seu contrato com a Globo.

Outros atores citaram liberdade.

Mas e no mundo real? No mundo longe do glamour.
Você, operário, vendedor, empreendedor? Como fica?

Uma vez, fui demitir um funcionário e disse a ele:
– Então, para você se ajeitar, estou avisando com 60 dias de antecedência, em 30 você começa a cumprir o aviso. Nesse ínterim, faça isso, isso e aquilo. (não, não envolvia treinar alguém mais jovem e mais “barato” para o lugar dele, era simplesmente fechar os trabalhos).
A resposta foi:
– Mas eu vou fazer isso para ser demitido?

Primeiro, vamos entender esses pontos:

1º – Goste ou não, desde que os trâmites contratuais sejam cumpridos, não há ninguém fazendo favor para ninguém. Você vende seu tempo e seu talento em troca de dinheiro, é simples assim. A pergunta certa é: vale a pena vender seu tempo, seus sonhos por aquele valor?

– Ah, mas eu me dediquei tanto a essa empresa. Quantos feriados passei por aqui.
Ok, se não recebeu por esses feriados, a empresa está errada. Se recebeu, de novo, você trocou o tempo e o feriado por dinheiro. Simples assim.

2º – Você pode achar que só os puxa-sacos sobem, e você provavelmente estará certo, mas, eles sobem só até determinado lugar. Puxa-saco não chega ao topo, quem chega ao topo é competente e parente de CEO, e ultimamente, esse também tem que ser competente, senão também fica pelo caminho.

3º – Muita gente boa é demitida, essa é a verdade, mas, eles são demitidos por último. Então, sim, ter diferenciais de comportamentais, intelectuais e relacionais te colocam em uma posição melhor.

4º – Esse item é mais um alerta do que qualquer outra coisa: você acha mesmo que as empresas não se conversam? Quando você está cumprindo aviso, ainda que fulo, ainda que p… da vida, precisa continuar fazendo o seu melhor. Deixar uma porta aberta.

Mas voltando a pergunta original:

E se você for demitido hoje?

Pode ficar chateado.
Pode ficar preocupado.
Pode xingar (mentalmente) até a avó da pessoa que definiu sua demissão.

Mas, e sempre tem o “mas” incauto leitor, respira e tome providências.

Se você leu nossas colunas por aqui sabe que deixar o LinkedIn atualizado é uma necessidade premente, não importa se você é o CEO ou faxineiro. Ambos têm a sua importância vital para a empresa.

Depois, manter o networking em dia, não usá-lo apenas em caso de necessidade. Para isso é preciso ajudar. Ajudar quando você não precisa de ajuda. Conselho, dica, mão na massa.

Finalize os ciclos que começou. Não viaje na maionese pensando que eu estou escrevendo que você deve finalizar o projeto de 6 meses nos 30 dias do seu aviso, não. Finalize o que pode ser finalizado nos 30 dias. Simples assim.

Por fim, tenha uma visão ampla:
– O que mais posso fazer? Posso aprender?

Não deixar todos os ovos em uma mesma cesta é uma excelente alternativa. O que você pode deixar como plano B. O que pode mudar na sua própria carreira para “ser tão indispensável que eles não possam se livrar de você”?

O mundo gira rápido demais para mágoas ou frustrações. Não leve nenhum desses sentimentos contigo.

Uma vez a empresa que eu comandava atendia uma cliente que não queria mais ser atendida por uma pessoa específica. Analisei e ver se a pessoa estava fazendo algo errado. Não estava, apenas confrontava ideias ruins dessa cliente. Então, ela pediu a “cabeça” dessa pessoa sob pena de finalizar o contrato caso não acatássemos o pedido.

Contrato rescindido, claro.

Anos depois, essa mesma cliente acabou sendo subordinada da pessoa que anteriormente pediu a cabeça.

Tudo gira muito rápido. Não há tempo para mágoas.

Há pessoas boas e ruins no mercado de trabalho. Você vai ter que conviver com ambas. Há aquelas que vão te prejudicar e aquelas que vão te ajudar.

Você é uma delas, escolha ser reconhecido pelo adjetivo certo, no final, faz toda a diferença.

Confira o trailer desse filmaço!

Sobre o colunista

Ediney Giordani

Jornalista, xoxial mídia, blogueiro, podcasteiro, escrevinhador de livros, pagador de promessas e impostos. Chão de Fábrica na KAKOI Comunicação.

Compartilhe

outros conteúdos

a alegria está nas pequenas coisas
A Magia das Pequenas Coisas: Encontrando Alegria no Cotidiano
Dependencia da tecnologia na vida
E se você sumir do seu celular?
Será que existe uma conspiração interplanetária para você se dar mal?
Você se compromete com aquilo que promete?
Será que existe mesmo a árvore dos problemas?
Que vê stories não vê corre.